Sábado, 29 de Julho de 2006

Anibal Barca: Flagelo de Roma.

Nós vamos encontrar uma maneira ou fazemos uma maneira! Anibal, quando confrontado com uma impossibilidade de atravessar os Alpes com elefantes.

Anibal Barca foi um Politico Cartaginés, caracterizado como um dos melhores comandantes militares da Historia. Viveu num periodo de grande tensão no Mediterraneo, em que Roma e Cartago lutavam pelo dominio da Região. Considerado como o maior heroi de Cartago, é reconhecido pelos seus feitos na Segunda Guerra Punica, quando liderou um exercito, famosamente incluido elefantes de guerra, através dos Pirineus e dos Alpes até Italia.
Derrotou os Romanos numa serie de Batalhas , entre as mais famosas a de Cannae, em que derrotou o maior exercito romano de sempre, com uma força de mais de 100 000 homens. No entanto, a decisão de nunca atacar Roma foi muito controversa, ao deixar os romanos reagruparem-se. Um dos seus amigos mais intimos ter-lhe-á dito até que “Sabes alcançar Grandes Vitorias, mas não as sabes usar”. Anibal manteve o seu exercito em Italia por mais de uma decada, a trucidar cada legião romana que lhe fizesse frente.
Uma contra ofensiva Romana no Norte de Africa obrigou-o a regressar a Cartago, onde seria derrotado por Cipião, o Africano. Forçado em Exilio, viveu na corte Seleucida, servindo como conselheiro militar nas guerras contra os romanos. Mais tarde, serviu na corte de Pergamo, onde se suicidaria, quando os romanos exigiram a sua rendição.
Anibal é considerado por muitos como um dos melhores genios militares e tacticos na Historia. Comparado muitas vezes a Alexandre o Grande, Anibal é, na opinião do autor, superior a este.
Conta-se que Cipião o Africano encontrou-se com Anibal na corte de Pergamo e que lhe perguntou “Quais são os maiores cabos de guerra da Historia?”. Anibal respondeu-lhe “Em primeiro Alexandre o Grande, em Segundo, Anibal Barca e em terceiro Cipião o Africano”. Cipião perguntou-lhe porque era Cipião terceiro, se ele o tinha derrotado em batalha. Anibal responde: “Se te tivesse derrotado, seria maior do que Alexandre!”.
Assim viveu o homem que pôs Roma de joelhos e que sempre se assumiu como o seu maior inimigo.
 

publicado por Oraculo às 19:59
link do post | comentar | favorito
|

.Informações

.pesquisar

 

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. O problema de um free rid...

. A velha questão de onde g...

. Economices de uma saída á...

. Combustíveis, petróleo e ...

. Responsabilidade Social e...

. Mudanças na UALG

. Crise Imobiliária Parte I...

. Quem disse que tirar um c...

. A Crise Financeira no sec...

. Um pensamento disconexo

.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.tags

. todas as tags

.links

Blog Top Sites
Blog Directory
Locations of visitors to this page

.Khonya

.subscrever feeds