Domingo, 27 de Agosto de 2006

Portugueses e Mentalidades: Uma Republicação.

"Anger is cruel and fury overwhelming, but who can stand before jealousy?" A Biblia

No seguimento de uma conversa que tive hoje, lembrei-me de um artigo q eu tinha redigido há um ano atrás para o blog que o Shabestan viria a substituir. Como o tema continua a dar que falar pensei em re-publicá-lo no Shabestan:
“Hoje , no decorrer do jantar, estive bastante atento ao jornal da Noite da TVI. Para os que não estão familiralizados com o meu modus operandi, deixem-me dizer que vai contra todos os meus principios, assistir ao dito cujo, devido á imbecibilidade da Pivot, cujo nome não será mencionado aqui. No entanto, deixei a televisão na estação devido aos comentarios de um senhor, que poderá ser um pouco bruto e até quase bronco, mas cuja sagacidade e abertura de espirito merecem o meu total respeito. E hoje ele tocou num ponto bastante interessante: a mentalidade portuguesa.
Numa sondagem feita pela estação (com um intervalo de confiança de 95%: aulas de estatistica), foi revelado que as pessoas estão de acordo com o fim das reformas e beneficios dos politicos e contra o aumento do IVA. Ora como está claro, os portugueses estão sempre contra aquilo que lhes toca no bolso: se o governo amanhã colocasse expropriasse o Grupo Sonae da sua riqueza e a distribuisse pelos portugueses, calculo que a aceitação seria geral. Provavelmente até fariam uma estatua ao ministro que fizesse isso. Porque uma caracteristica dos portugueses é odiar o tipo que está melhor posicionado que o proprio. Aliás diz-se que a mentalidade vigente é a de que, se o meu vizinho tem um carro melhor do que o meu, eu não trabalherei para ter um carro melhor. Não... eu trabalharei para que o bastardo aldrabão e vigarista do meu vizinho perca o carro, mesmo que o tipo seja muito honesto!
Tudo bem que muitos politicos, trabalham de forma desonesta mas ainda há aqueles que acreditam.

Há uma ausencia de nacionalismo: quando o estado aumenta os impostos, virão logo as massas populares clamarem por injustiça mesmo que a medida seja algo que poderá melhorar algumas caracteristicas da Economia. Nos portugueses, a inexistencia de compreensão politica é alarmante; desde que não afecte os meus bolsos, o planeta até podia explodir e ser reduzido a cinzas, desde que não me retire dinheiro da carteira!

Para finalizar o pensamento, deixo aqui outra sondagem, feita há mais ou menos 4 anos, na RFM, e lamento não me lembrar dos numeros exactos, mas era qualquer coisa do genero:

Pergunta: Acha que o Pais está em Crise?
Maioria dos inquiridos responderam que sim, mas uma maioria esmagadora!!

Pergunta: A Crise vai afectar o seu rendimento?
Estranhamente , outra esmagadora maioria respondem que não, que não irá afectar nada nos bolsos!!

È assim, mentalidade do nosso pais! E a sua?”

In Academia do Conhecimento, 14 de Julho de 2005

publicado por Oraculo às 19:30
link do post | comentar | favorito
|

.Informações

.pesquisar

 

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. O problema de um free rid...

. A velha questão de onde g...

. Economices de uma saída á...

. Combustíveis, petróleo e ...

. Responsabilidade Social e...

. Mudanças na UALG

. Crise Imobiliária Parte I...

. Quem disse que tirar um c...

. A Crise Financeira no sec...

. Um pensamento disconexo

.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.tags

. todas as tags

.links

Blog Top Sites
Blog Directory
Locations of visitors to this page

.Khonya

.subscrever feeds