Segunda-feira, 28 de Agosto de 2006

Marketing é isto mesmo: Detectar Necessidades e Satisfazé-las.


publicado por Oraculo às 15:11
link do post | comentar | favorito
|

É preciso desfazer-se de certos activos para equilibrar as contas...


publicado por Oraculo às 15:08
link do post | comentar | favorito
|

Duas Batalhas: os Limites de um Imperio.

"Charles Martel's victory at Tours was among those signal deliverances which have affected for centuries the happiness of mankind." Thomas Arnold

As Conquistas Muçulmanas iniciais (632-732) começaram após a morte do Profeta Maomé e foram marcadas por um seculo de uma expansão rapida alem da Penisula Arabica, resultando num vasto Imperio Muçulmano.
Durante os ultimos dias dos Ominiadas, o Imperio Arabe extendia-se por 200 dias de viagem do Leste para Oeste, dos confins da India até ás costas do Oceano Atlantico. A lingua e Lei do Corão eram estudados com igual devoção em Samarkanda e Sevilha.
No entanto, tal poderoso imperio conheceria limites, um a Oeste e outro a Leste.
A Oeste, o Imperio Muçulmano conheceria a Derrota quando em 732, na Batalha de Poitiers, um enorme exercito Muçulmano foi derrotado pelas forças Francas de Carlos Martel. O evento foi de uma importancia Macro-Historica enorme, pois a derrota dos Muçulmanos teve como consequencia a paragem da expansão Muçulmana para Oeste e manutenção da Fé Cristã na Europa. Treinados na formação de falange, o exercito franco destruiria a Cavalaria Arabe, naquele que era o primeiro Exercito Profissional desde a Queda de Roma.
A Vitoria faria com que Carlos Martel copiasse a Cavalaria Pesada Muçulmana e inaugurasse os primordios da Cavalaria Europeia.
A Leste, as forças Arabes depararam com as forças da Dinastia Tang, para o controlo da Asia Central. O embate terminou num “empate”, pois nenhum dos exercitos conseguiu uma vitoria gloriosa sobre o outro. No entanto, alguns dos protectorados Tang da Região passaram para dominio Arabe, e alguns prisioneiros chineses passaram o segredo do fabrico de papel para mãos arabes.
O embate, porem , não abriu as portas da China aos Arabes, nem possibilitou a conquista dos Arabes aos Chineses.
Duas Batalhas nos extremos do Mundo, dois choques de Culturas, que acabariam por por fim á expansão de um Imperio.

publicado por Oraculo às 15:00
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 27 de Agosto de 2006

Sinais de Retoma a Nivel Mundial.

Up, Up and Away! Super-Homem.

O mundo está a beneficiar de uma integração económica global «sem precedentes», segundo o presidente da Reserva Federal dos EUA, Ben Bernanke, uma tendência que é condicionada pelo proteccionismo e terrorismo.

«A emergência da China, Índia e dos países do antigo bloco de Leste significa que uma grande parte da população mundial está agora integrada, pelo menos em termos potenciais, numa economia global», afirmou Ben Bernanke no seu discurso proferido no retiro de Jackson Hole, nos EUA, onde se está a realizar a reunião anual de bancos centrais.

Na mesma ocasião, o responsável máximo pela política monetária dos Estados Unidos referiu que «os receios geopolíticos, incluindo as tensões internacionais e os riscos do terrorismo, já estão a condicionar o ritmo de integração económica mundial e pode continuar a fazê-lo no futuro».
Em relação ao proteccionismo, Bernanke lembrou que «a oposição social e política à abertura pode ser forte», e «grande parte dessa oposição surge porque é provável que a alteração no padrão de produção ameace o estilo de vida de alguns dos cidadãos e os lucros de algumas empresas».
Segundo Bernanke, a globalização alterou muitos dos parâmetros a que os responsáveis políticos têm que prestar atenção. Os sistemas financeiros são mais eficientes na canalização das poupanças para os mercados em todo o mundo, o que ajudou os EUA a alimentarem o défice da balança de contas correntes, que está em crescimento desde 2001.
O comércio a nível mundial tem sido facilitado pela evolução tecnológica e das comunicações, que aumentaram o número de produtos transaccionáveis e permitiram que as empresas expandissem a comercialização dos seus produtos através da cadeia de oferta espalhada pelo globo.
Em Jackson Hole, o líder da Fed absteve-se de fazer qualquer comentário sobre a política monetária dos EUA e mesmo das condições económicas do país, preferindo discursar sobre a globalização e as tendências mundiais.
Em Agosto, Ben Bernanke interrompeu, pela primeira vez desde Junho de 2004, o ciclo de subida dos juros de referência nos EUa, que se encontram actualmente nos 5,25%, contra os 3% praticados na Zona Euro.
Economia Mundial Acelera
A economia a nível mundial vai acelerar este ano uma vez que o crescimento quer da Zona Euro quer do Japão vai ser mais forte que o esperado, avança hoje a Economist Intelligence Unit (EIU), que reviu em alta a economia da Zona Euro.
A expansão a nível mundial vai avançar para 5,3% contra os 4,9% em 2005, disse a divisão de «research» da revista Economist em comunicado. Estas estimativas são ainda mais optimistas do que as do Fundo Monetário Internacional (FMI) que estima que o PIB a nível global cresça 4,9% este ano.
As previsões para o crescimento dos EUA apontam para uma expansão de 3,3%, enquanto que, para a Zona Euro, as perspectivas são agora mais optimistas, uma vez que a previsão de crescimetno foi revista em alta de 2,1% para 2,3%.
Apesar de ter revisto em baixa as previsões de crescimento para o Japão de 3,1% para 2,8%, a unidade de research da revista considera que as economias da Zona Euro e do Japão estão a acelerar, o que vai compensar o abrandamento do crescimento dos EUA e permitir o comércio a nível internacional este ano.
Segundo a mesma fonte, o crescimento até 2010 vai ser «melhor do que o melhor dos desempenhos dos últimos cinco anos».
«As perspectivas optimistas na Zona Euro permanecem elevadas» e o «Japão vai ajudar a recupera algum atraso a nível mundial provocado pelo abrandamento dos EUA», acrescenta o Economist Intelligence.
De acordo com o mesmo comunicado, o comércio internacional vai aumentar 9,3% este ano.
Relativamente à revisão em baixa do crescimento para o Japão, esta acontece depois do mesmo ter acelerado para o ritmo mais elevado dos últimos 15 anos no primeiro trimestre e do Banco do Japão ter aumentado a sua taxa de juro de referência pela primeira vez em seis anos no mês passado.
Depois de ter mantido a sua no valor mais baixo dos últimos 60 anos, o Banco Central Europeu (BCE) também aumentou os juros quatro vezes desde Dezembro de 2005 para prevenir que o rápido crescimento económico e que a valorização do petróleo impulsionassem a inflação.
Crescimento abranda em 2007 após bancos centrais subirem juros este ano
Segundo a Economist, a inflação a nível mundial vai abrandar depois da valorização do petróleo, que tocou, em Nova Iorque, o máximo de sempre nos 78,40 dólares por barril dia 14 de Julho, impulsionar os preços para 2,7% este ano. A taxa vai cair para 2% em 2010, acrescenta.
O facto da Fed, do Banco de Japão, Banco de Inglaterra e BCE terem todos aumentado os juros este ano, o que não acontecia desde 2000, tende a abrandar o crescimento a nível mundial para 4,7% no próximo ano, um ritmo que será possível de manter em 2008.

publicado por Oraculo às 21:17
link do post | comentar | favorito
|

Admito que já me senti assim...


publicado por Oraculo às 21:09
link do post | comentar | favorito
|

Portugueses e Mentalidades: Uma Republicação.

"Anger is cruel and fury overwhelming, but who can stand before jealousy?" A Biblia

No seguimento de uma conversa que tive hoje, lembrei-me de um artigo q eu tinha redigido há um ano atrás para o blog que o Shabestan viria a substituir. Como o tema continua a dar que falar pensei em re-publicá-lo no Shabestan:
“Hoje , no decorrer do jantar, estive bastante atento ao jornal da Noite da TVI. Para os que não estão familiralizados com o meu modus operandi, deixem-me dizer que vai contra todos os meus principios, assistir ao dito cujo, devido á imbecibilidade da Pivot, cujo nome não será mencionado aqui. No entanto, deixei a televisão na estação devido aos comentarios de um senhor, que poderá ser um pouco bruto e até quase bronco, mas cuja sagacidade e abertura de espirito merecem o meu total respeito. E hoje ele tocou num ponto bastante interessante: a mentalidade portuguesa.
Numa sondagem feita pela estação (com um intervalo de confiança de 95%: aulas de estatistica), foi revelado que as pessoas estão de acordo com o fim das reformas e beneficios dos politicos e contra o aumento do IVA. Ora como está claro, os portugueses estão sempre contra aquilo que lhes toca no bolso: se o governo amanhã colocasse expropriasse o Grupo Sonae da sua riqueza e a distribuisse pelos portugueses, calculo que a aceitação seria geral. Provavelmente até fariam uma estatua ao ministro que fizesse isso. Porque uma caracteristica dos portugueses é odiar o tipo que está melhor posicionado que o proprio. Aliás diz-se que a mentalidade vigente é a de que, se o meu vizinho tem um carro melhor do que o meu, eu não trabalherei para ter um carro melhor. Não... eu trabalharei para que o bastardo aldrabão e vigarista do meu vizinho perca o carro, mesmo que o tipo seja muito honesto!
Tudo bem que muitos politicos, trabalham de forma desonesta mas ainda há aqueles que acreditam.

Há uma ausencia de nacionalismo: quando o estado aumenta os impostos, virão logo as massas populares clamarem por injustiça mesmo que a medida seja algo que poderá melhorar algumas caracteristicas da Economia. Nos portugueses, a inexistencia de compreensão politica é alarmante; desde que não afecte os meus bolsos, o planeta até podia explodir e ser reduzido a cinzas, desde que não me retire dinheiro da carteira!

Para finalizar o pensamento, deixo aqui outra sondagem, feita há mais ou menos 4 anos, na RFM, e lamento não me lembrar dos numeros exactos, mas era qualquer coisa do genero:

Pergunta: Acha que o Pais está em Crise?
Maioria dos inquiridos responderam que sim, mas uma maioria esmagadora!!

Pergunta: A Crise vai afectar o seu rendimento?
Estranhamente , outra esmagadora maioria respondem que não, que não irá afectar nada nos bolsos!!

È assim, mentalidade do nosso pais! E a sua?”

In Academia do Conhecimento, 14 de Julho de 2005

publicado por Oraculo às 19:30
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 26 de Agosto de 2006

A Melhor Maneira de Explicar Rendimentos Decrescentes á Escala


publicado por Oraculo às 23:41
link do post | comentar | favorito
|

Terramotos Estelares

Space is to place as eternity is to time. Joseph Joubert
Em Dezembro de 2004, uma estrela de Neutrões explodiu de forma tão poderosa que cegou temporariamente todos os satelites de raios-x no espaço e afectou até mesmo a atmosfera da Terra. Este tremendo pulsar de energia veio de um foco de luz criado pelo campo magnetico da Estrela de Neutrões. Objectos destes criam campos magneticos muito mais poderosos do que os da Terra, por um factor de Triliões e são tão poderosos que apertam a superficie da Estrela de Neutrões, criando estes “Terramotos” Estelares.
Forças poderosas, talvez para alem da nossa compreensão, que nos dão imagens unicas do Nosso Universo.

Pulsar da Estrela de Neutrinos


publicado por Oraculo às 23:19
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 25 de Agosto de 2006

Beber chá é mais saudável do que ingerir água

"A true warrior, like tea, shows his strength in hot water." Proverbio Chinés

Um grupo de especialistas sustenta que beber três ou mais chávenas de chá por dia pode ser tão ou mais saudável do que ingerir água.
Um estudo de nutricionistas britânicos publicado na revista European Journal of Clinical Nutrition revela que o chá hidrata e protege contra doenças cardíacas e alguns tipos de cancro.
Os médicos defendem que estas conclusões acabam com o mito de que o chá desidrata o corpo humano.
 Assim, acabaram-se as desculpas! Beber chá é excelente e alem disso proporciona momentos unicos que podem ser passados em excelente companhia!

publicado por Oraculo às 14:27
link do post | comentar | favorito
|

E há balnearios para todos?


publicado por Oraculo às 14:17
link do post | comentar | favorito
|

.Informações

.pesquisar

 

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. O problema de um free rid...

. A velha questão de onde g...

. Economices de uma saída á...

. Combustíveis, petróleo e ...

. Responsabilidade Social e...

. Mudanças na UALG

. Crise Imobiliária Parte I...

. Quem disse que tirar um c...

. A Crise Financeira no sec...

. Um pensamento disconexo

.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.tags

. todas as tags

.links

Blog Top Sites
Blog Directory
Locations of visitors to this page

.Khonya

.subscrever feeds