Terça-feira, 5 de Setembro de 2006

O Caso Mateus: Impacto Economico e Financeiro.

O Caso Mateus abanou o futebol portugués e com a perspectiva da suspensão dos clubes portugueses da Champions League, a situação permanece seria. De facto, a confirmar-se o fim da Liga Milionaria para os clubes portugueses, então estes serão privados de um fonte de receitas verdadeiramente extraordinaria.
Os 3 clubes qualificados (uma primeira vez para o futebol portugués), Sporting, Benfica e Porto, anseiam pela Liga dos Campeões. Alem do prestigio desportivo por participar na maior prova de Clubes do Mundo, a Champions League tambem significa potenciais receitas principescas. Ora vejamos as perdas, no caso dos clubes serem interditos de participar:
Em premios de Jogo, somente por participar, os clubes portugueses perdem 1 947 933€ de premio de qualificação e mais 1 898 493€ de premio de participação. Se ganharem todos os jogos, o clube iria levar para casa uns adicionais 1 898 493€. No entanto, a nossa estimativa, e tendo por media, o desempenho do Benfica na Champions, aponta para 949 246€ por vitorias na fase de grupos. 
Alem disso, os clubes ganham valores adicionais de bilheteira e valores televisivos. Aqui os valores diferem ligeiramente: 1 109 353€ para o Benfica, 791 039€ para o Sporting e 779 015€ para o Porto.
E a partir de aqui, os valores disparam: 1 582 078€ para a segunda fase da Champions League, 1 898 493€ para Quartos de Final, 2 531 325€ para Meias- Finais e finalmente, em caso de vitoria, o clube levará 6 328 312€.
Valores extraordinarios que significam um cash-flow de uma epoca. Mas para alem do impacto nos clubes, qual seria o impacto na Economia Nacional? Não é negligenciavel, apesar de ser indirecto. De facto, em dia de jogo, muitos de nós dirigimo-nos aos bares e aos restaurantes para vermos os jogos com os amigos e passarmos algum tempo de lazer. Enquanto lá estamos, consumimos umas bebidas, uns snacks, ou jantamos. Agora… será que fazemos o mesmo quando não há jogo?
Alem disso, os que se deslocam aos estadios para ver os jogos ao vivo tambem devem consumir bens nas redondezas, o que estimula a economia local. Poderemos pensar de que são poucos valores, mas muitas vezes, são os melhores dias da semana para certos estabelecimentos. Sem falar nos milhares de estrangeiros que acompanham as suas equipas.
Não se deixem enganar, uma epoca sem Champions poderá ter um impacto na economia nacional.
Agora, o Dr Antonio Fiuza deixou a responsabilidade aos socios do Gil Vicente para decidir se o clube avança ou não com o caso em tribunal civil. Espero sinceramente, que os adeptos do Gil Vicente tambem sejam adeptos do Porto, Sporting e Benfica, porque senão… está tudo acabado esta epoca para Portugal.
 

publicado por Oraculo às 20:18
link do post | comentar | favorito
|

.Informações

.pesquisar

 

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. O problema de um free rid...

. A velha questão de onde g...

. Economices de uma saída á...

. Combustíveis, petróleo e ...

. Responsabilidade Social e...

. Mudanças na UALG

. Crise Imobiliária Parte I...

. Quem disse que tirar um c...

. A Crise Financeira no sec...

. Um pensamento disconexo

.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.tags

. todas as tags

.links

Blog Top Sites
Blog Directory
Locations of visitors to this page

.Khonya

.subscrever feeds